Carregando

Dê para seus filhos o presente da felicidade. Ensine-os a cozinhar.

Dê para seus filhos o presente da felicidade. Ensine-os a cozinhar.

Ahhh, como é bom se deliciar com algo que você mesmo preparou! Cozinhar tem o poder mágico de fazer as pessoas mais felizes. E claro, as crianças podem — e vamos mostrar que devem — participar desse processo :)

 

Além disso, é uma habilidade básica que há de se ter na vida. Afinal, estar confortável o suficiente na cozinha significa poder preparar a própria refeição. Cozinhar é uma fonte de orgulho para as crianças que podem cuidar de si mesmas, de um amigo, ou da família com algo delicioso!

 

 

As crianças que cozinham se tornam crianças que provam. Envolvê-las no processo de preparar uma refeição — escolhendo as melancias e tomates ou colhendo ervas para adicionar a uma salada, por exemplo — aumenta muito a chance de que elas realmente experimentem quando o prato estiver pronto. E até descobrir um novo favorito! Ou não. Mas cultivar uma abordagem receptiva de cabeça aberta em relação à comida pode fazer com que se tornem adultos de braços abertos para novos gostos, culturas e atitudes.

 

Crianças que cozinham dizem “Eu consigo”, não “Eu não consigo”. Uma criança que pode cozinhar olha para um prato de restaurante e diz: “Eu poderia fazer isso”. Essa é uma atitude que pode levá-la para muito além da cozinha.

 

 

Cozinhar é uma maneira de falar sobre saúde. Especialistas dizem que a coisa mais importante que você pode fazer pra sua saúde é cozinhar em casa. Convidar as crianças para a cozinha impulsiona um hábito que vai gerar benefícios para toda a vida. Também te dá a oportunidade de discutir com um menino de 3 anos de idade como comer peixes podem ajudar a te deixar mais inteligente, como “comer um arco-íris” (pratos coloridos) assegura que você tenha uma ampla variedade de vitaminas e minerais e como comer vegetais frescos e beber muita água vai “impedir que o cocô machuque quando saia do corpo”.

 

 

Aproveite o momento de cozinhar para ensinar as crianças a diferença entre os alimentos frescos e os prontos. Mostre que os alimentos frescos trazem muito mais benefícios para a saúde e são mais saborosos do que os pré fabricados.

 

 

Cozinhar junta chefes de todas as idades. Você vai poder conhecer muito mais suas crianças, e vice-versa, quando cozinham juntos. Vão compartilhar receitas e técnicas que você aprendeu com mães, pais, avôs, bisavós há muito tempo. No pior cenário, se derramar tudo na mesa da cozinha, você vai choramingar e perder a paciência. Mas eles vão te adorar de qualquer maneira, ensinando a você, que deveria ser o adulto, sobre amor incondicional e pronto perdão.

 

 

Cozinhar une famílias. Como diz o ditado, “família que come unida, permanece unida”. E, embora os horários de todos os membros da família não coincidam todos os dias, sempre haverá uma oportunidade de cozinhar com as crianças no final de semana ou nos feriados.

 

 

Chegamos em um ponto no qual se discute a obesidade infantil e os problemas de saúde, mas pouco se faz a conexão entre as crianças não conseguirem cortar uma cenoura, não cultivarem nenhuma habilidade na cozinha. Se os pais falham em passar isso às crianças — por orçamento, tempo ou inabilidade — , as escolas devem ensinar. Claro, verbos irregulares e fórmulas matemáticas são úteis, mas saber se virar na cozinha também (às vezes, até mais).

 

 

Cozinhar desde cedo faz as crianças se conectarem com outros, serem ativas, ficarem atentas ao processo de preparação, e ainda sentirem aquela felicidade de comer ou ver outra pessoa se deliciar com o que cozinharam :)

 

 

Além da descoberta dos sabores, as atividades na cozinha também ajudam a exercitar a socialização e a criatividade no preparo dos pratos pelas crianças.

 

 

Dê para o seu filho o presente da felicidade! Ensine-o a cozinhar.

Comentários

Deixe seu Comentário

* Nome:
* E-mail: (Não será publicado)
   Website: (URL do site com http://)
* Comentário: