Carregando

Os 10 alimentos que deixam sua saúde 100%

Os 10 alimentos que deixam sua saúde 100%

O que o câncer de mama tem a ver com grão de bico? Ou o cabelo com o tipo de sal que você consome? Ou sua gripe com a quantidade de atum na dieta? Definitivamente, muito.

 

Nesse artigo, você vai se surpreender com a relação entre os top 10 alimentos que balanceiam a vida e os efeitos que eles têm no nosso corpo. ;)

 

 

1. Óleo de coco

 

● Chamado de "rei da cura". A maior parte das gorduras desse fruto é composta pelo ácido láurico 

● É um ácido graxo de cadeia média, ele pode contribuir para elevar o nível de HDL, o chamado colesterol bom. Ou seja: dá uma força para manter as taxas de colesterol sob controle.  

● Nutritivo e estável para cozimento a alta temperatura.

● A rápida absorção é outra característica importante desse tipo de gordura porque acelera o gasto calórico. Também ajuda na perda de peso porque é facilmente absorvido e transformado em energia, além de acelerar o metabolismo.

● Melhora no Índice de Massa Corporal (IMC), redução da medida da cintura e diminuição dos triglicerídeos. É claro que, sem aderir a uma dieta equilibrada, ninguém deve esperar perder pneuzinhos e ver despencar os ponteiros da balança usando o coco como uma poção mágica

● Participa dos processos de defesa do corpo, sendo um aliado no aumento da imunidade, com ação antimicrobiana e antifúngica

● Ajuda a combater as bactérias presentes nas inflamações da acne, funcionando muito bem e, em alguns casos, funcionando até melhor do que o peróxido de benzoíla, tratamento muito comum para esta condição.

 

2. Repolho

 

● Poderoso antioxidante- os antioxidantes contidos no repolho desempenham um importante papel no processo de envelhecimento do seu corpo, pois eles eliminam os radicais livres. Você sabia que esses radicais são apontados como grandes vilões da descoloração da pele, manchas de idade e formação de rugas?

Por mais surpreendente que seja, o repolho contém mais vitaminas C do que as laranjas. A vitamina C é essencial para um envelhecimento saudável, além de fortificar o sistema imunológico e reduzir os efeitos da doença de Alzheimer e outras doenças degenerativas.

● É repleto de propriedades anti-inflamatórias. O repolho é repleto de proteína-cádmio em suas folhas, e um dos seus principais componentes é a glutamina, que é um poderoso agente anti-inflamatório. Consequentemente, consumir repolho pode reduzir os efeitos de muitos tipos de inflamação, febre, dores nas articulações, alergias e uma série de distúrbios da pele.

● É uma fantástica de fibras. O repolho é uma excelente fonte de fibras, que ajuda o corpo a manter-se hidratado, e também mantém o volume de alimentos durante o processo de digestão. Como resultado, o vegetal é um remédio natural perfeito para combater condições relacionadas à digestão

● Rico em enxofre. O enxofre é um nutriente altamente útil, pois combate infecções no organismo. Quando um indivíduo apresenta deficiência do nutriente, isso pode prejudicar o tempo que as feridas levam para cicatrizar, além de aumentar a exposição ao risco de contrair uma infecção bacteriana. 

● Ajuda na prevenção de câncer. O repolho é composto por uma grande quantidade de anticancerígenos, como sinigrina, sulforafano e lupeol, que são conhecidos por inibir o crescimento de tumores malignos. Um estudo conduzido por profissionais da medicina chinesa realizado em pacientes com câncer de mama mostrou que os pacientes apresentavam uma melhora significativa ao consumir vegetais com poder de cura, como o repolho.

● Pode ajudar na redução de peso. É repleto de nutrientes essenciais, vitaminas e minerais, além de seu alto nível de fibras, que ajudam a manter a saciedade

● Mantém o cérebro saudável. A presença de antocianinas e vitamina K no repolho podem proporcionar um forte impulso aos níveis de concentração e ao funcionamento mental geral. O repolho vermelho contém níveis ainda maiores desses importantes componentes, e é por isso que é recomendado para pacientes com demência e degeneração neural.

● Regula a pressão sanguínea. O potássio encontrado no repolho ajuda a diminuir a pressão sanguínea, diminuindo assim o risco de acidentes vasculares cerebrais e ataques cardíacos. Isso ocorre porque o potássio atua como um vasodilatador, que aumenta o calibre dos vasos e facilita o fluxo sanguíneo.

● Melhora a saúde ocular. Por ser uma rica fonte de betacaroteno, o repolho é capaz de retardar a formação de catarata, prevenir a degeneração macular e promover uma boa saúde ocular. Além disso, o betacaroteno também pode reduzir as chances de contrair câncer de próstata.

 

3. Pepinos

 

● Pepinos são 95% água e hidratam muuuito o nosso corpo. Mas não é só água — os pepinos abastecem o corpo com a maior parte das vitaminas que precisamos por dia, como vitaminas B, potássio e minerais.

● Previnem o câncer, porque são ricos em flavonóides e lignanas (fitoquímicos fabricados em nosso organismo, mais especificamente no cólon). De acordo com uma pesquisa publicada na edição do “International Journal of Cancer”, existe uma correlação com as dietas ricas em lignanas e a diminuição do risco de câncer. Mas esses não são os únicos benefícios para a sua saúde.

● O pepino é um diurético natural que ajuda na dissolução de cálculos renais e na redução da hipertensão arterial.

●É ótimo para o sistema digestivo já que, em sua composição entra 95 % de água, sendo rico em fibras digestivas. Possui baixo teor de calorias e contem algumas vitaminas interessantes como a vitamina A, B e C e os folatos (sais do ácido fólico, a vitamina B9, fundamental para algumas funções orgânicas como a procriação já que atua na reconstituição das células, DNA e RNA)

● Devido altos níveis de potássio, melhoram a saúde do coração, aumenta a flexibilidade dos músculos e a elasticidade das células da pele. Por isso, é também muito usado como loção de tratamento para peles irritadas ou cansadas. Melhora a saúde da pele, unhas, olhos e cabelo. 

● É um excelente tônico para fígado, rins e vesícula biliar. Dá força aos cabelos e unhas, por seu elevado conteúdo em silíceo, enxofre e flúor. Também é muito utilizado como coadjuvante em tratamentos dos dentes e gengivas e para amenizar as dores de garganta.

 

 

4. Alga nori

 

● São ricas em carotenos, podendo ter um efeito protetor contra a mutação de certas células cancerígenas.

● Um dos usos tradicionais da alga nori é quando há úlcera no estômago.

● Ótima para quem está em processo de emagrecimento, por conta de baixos níveis de gordura e de calorias, além do alto teor de fibras, bom para a digestão.

● Ricas em proteínas, cálcio, ferro, Vitamina A, B e C, além de conter quase duas vezes mais proteínas do que algumas carnes. 

● Conhecida como a mais nutritiva de todos os tipos de algas marinhas. Os minerais são 1/3 de seu peso, e é uma das plantas mais ricas em cálcio.

● Fonte natural de iodo nutricional que estimula a produção de hormônios da tireóide, necessários para um metabolismo adequado. 

● Ajuda no tratamento de doenças como anemia e doenças cardiovasculares, pois ela é efetiva na redução do colesterol, além da prevenção da arteriosclerose e da hipertensão, pois fortalecem as paredes da artéria

● Contribui para a saúde dos sistemas endócrinos e nervoso, resultando em cabelos fortes e saudáveis, pele suave e tolerância do stress.

 

5. Erva mate

 

● Oferece resistência física. Tomar mate colabora com a aceleração do metabolismo, e assim o corpo consome de maneira mais rápida os carboidratos. O aumento da energia se deve tanto à queima das calorias consumidas com os alimentos, quanto as que se encontram armazenadas no organismo em forma de gordura.

●  Possui 24 vitaminas e minerais, 15 aminoácidos e rica em clorofila.

● Dá sensação de energia sem os efeitos colaterais de bebidas comuns de cafeína, como nervosismo e dores de cabeça ou de estômago.

● Ajuda a retardar o envelhecimento. Como resultado da ação dos antioxidantes, o consumo regular do mate ajuda a prevenir a oxidação e o desgaste das células.

● Aumenta o colesterol “bom” (HDL), o que ajuda a prevenir ataques cardíacos.

 

6. Óleo de semente de gergelim

 

● Muito utilizado na India e Ásia como alimento e em processos de cura da Medicina Oriental.

● É bom para o cabelo. Assim como outros óleos vegetais (coco, azeite, abacate), o óleo de gergelim pode ser utilizado para massagear o couro cabeludo e prevenir/tratar a caspa e psoríase. Quando aplicado regularmente sobre o cabelo, o óleo também ajuda a manter a coloração dos fios e pode desacelerar a perda capilar.

● Melhora as taxas de colesterol. Além de ser naturalmente isento de colesterol — ao contrário portanto das gorduras de origem animal — o óleo de gergelim ainda contribui para melhorar os números das lipoproteínas na circulação sanguínea, graças à vitamina E e antioxidantes.

● Reforça o sistema imunológico, antibacteriano e antifúngico, anti-inflamatório e o alívio da dor, doenças cardíacas, menopausa, gengivite, pressão arterial, diabetes e enxaqueca.

 

 

7. Atum

 

● Em uma nova pesquisa, descobriram uma forma incomum de selênio chamada selenoneína, um rico antioxidante no atum. Tem uma forte capacidade antioxidante que protege os glóbulos vermelhos do peixe dos danos provocados pelos radicais livres. Ele liga os compostos de mercúrio dentro do peixe para protegê-lo. Acredita-se que nos beneficiamos de comer o atum e obter a mesma proteção antioxidante para inibir doenças e envelhecimento!

● Ajuda na pressão arterial. Além de ter ômega 3, também fornece potássio, um nutriente com função vasodilatadora, ou seja, que relaxa os vasos sanguíneos. Ao unir essa expansão dos vasos sanguíneos com o efeito anti-inflamatório do ômega 3, o resultado que se tem é uma redução na pressão arterial.

● Aumenta a energia. O peixe é composto por vitaminas do complexo B, que estão associadas ao aumento de energia. Além disso, esses compostos também ajudam a proteger a pele e a melhorar o funcionamento do metabolismo.

● Ajuda também na perda de peso, devido ao seu teor de proteínas. É que esse nutriente ajuda em relação a sensação de saciedade, o que é importante para o controle do apetite. Além disso, o EPA, que é um ácido ômega 3, promove a liberação do hormônio leptina, que possui um efeito de diminuição da fome. É interessante inserir o atum na dieta para emagrecer porque quando se segue uma alimentação de baixa caloria os níveis da leptina costuma cair, o que causa um aumento no apetite e torna a perda de peso mais difícil.

 

 

8. Sal do mar celta

 

Aquele frasquinho com sal que você tem na mesa de suas refeições, pode lhe parecer coisa normal. E hoje efetivamente é, a ponto de pesquisas apontarem que alguns sais são melhores que outros, como o sal celta, essencial para a saúde humana. Nem sempre, porém, foi assim. O sal, escasso, já foi causa de muitas guerras e invasões, enriqueceu nações e acabou com outras, e foi até mesmo usado como pagamento de soldados em guerra. Essa é a origem, por exemplo, da palavra salário – vem do sal. 

Existem outros sais que não vêm da água do mar, mas de jazidas subterrâneas e até jazidas praticamente ao ar livre. A cidade de Salzburgo, Áustria, a centenas de quilômetros do mar, foi fundada em torno de jazidas de sal.

Estes outros sais, conhecidos como sal marinho devido ao processo de produção por simples evaporação, existem com diferentes denominações: sal do Himalaia, sal Flake, sal Italiano, sal Havaiano e o sal celta, este originário do Noroeste da França.

 

● O sal Celta é um sal integral não processado repleto de minerais essenciais, inalterados do estado original. Contém até 1/3 menos de sódio do que o sal de mesa normal. 

● Seus cerca de 80 minerais e nutrientes essenciais ajudam a manter o equilíbrio eletrolítico do organismo. É este equilíbrio que faz nosso organismo funcionar de forma estável. Estes minerais, como o sódio, fazem a transmissão das informações do cérebro às células nervosas, essenciais à vida. Esta boa transmissão permite o bom funcionamento da:

  • Frequência cardíaca;
  • Pressão arterial;
  • Tensão muscular.

● Beneficia a comunicação celular e a saúde das células nervosas. Equilibra eletrólitos e o equilíbrio ácido / alcalino.

● Abastece o corpo com magnésio e cálcio, nutrientes vitais.

● Ajuda a regularizar batimentos cardíacos irregulares, a ter ossos fortes, melhores pulmões, menos cãibras musculares, na digestão, sono, sistema imunológico, baixa libido e saúde sexual.

● Beneficia o metabolismo e ajuda a quebrar e queimar gordura branca. Excelente para quem quer perder peso, pois sua rápida ação em auxílio à digestão faz também com que os alimentos sejam rapidamente expelidos pelo organismo. Pode ajudar a reinicializar o termostato do corpo e ajudar a limpar o sistema linfático.

● Restaura a cor do cabelo, fortalece as unhas e tem propriedades antibacterianas e antifúngicas.

● Combate a depressão, graças à melatonina e serotonina que ajudam na preservação de hormônios do corpo

● Muito bom no controle do diabetes, pois ajuda a controlar os níveis de insulina;

Na média, segundo informa a Organização Mundial da Saúde, o brasileiro está comendo duas vezes mais sal do que o recomendado. Só que comemos o sal errado. Em vez do sal marinho bom à saúde, como o sal celta, consumimos o sal refinado, esse sal branco que normalmente está à nossa mesa. E este sal, que perdeu seus nutrientes essenciais no processo industrial de refinamento, tem sódio além da conta. Este consumo excessivo do sódio vai resultar em doenças como a insuficiência renal e, também, as conhecidas pedras nos rins, hoje cada vez mais comuns.

●Diversas pesquisas já comprovaram que algumas doenças, entre elas o câncer, resultam de um ambiente excessivamente ácido no organismo para se desenvolverem. Ao promover a correta alcalinização corporal, regulando os fluídos, o sal celta ajuda a combater esses riscos de acidez excessiva nos fluídos humanos. Efeito que é contrário ao que provoca o sal refinado

 

9. Macarrão shirataki

 

● Sem caloria, sem glúten, sem soja. Ótima alternativa aos produtos de trigo e glúten. Fibra alimentar à base de plantas, foi muito usado na culinária japonesa.

● Zero carboidratos.

● Diminui a absorção de açúcar e colesterol, controlando os níveis de açúcar e evitando, por consequência, a diabetes tipo 2.

● Mantém o intestino regularizado. Os dois principais componentes do macarrão shirataki, água e fibras, são grandes aliados na função de reduzir a constipação e promover a regularidade intestinal. A água ajuda a amolecer as fezes, facilitando a passagem e movimentação dos dejetos através do trato digestivo. Já a fibra pode auxiliar na prevenção da constipação, causando um maior volume de evacuação das fezes.

 

10. Grão de bico

 

● O grão de bico ajuda a ganhar massa muscular. Os benefícios do grão de bico para os músculos são proporcionados pelo seu conteúdo de proteína, amido e de ferro. A proteína é um nutriente essencial para o desenvolvimento muscular.

● Ajuda a controlar a glicemia. As fibras e as proteínas também trazem benefícios do grão de bico para manter o nível de glicemia dentro do limite. Ambos fazem com que a digestão dos alimentos aconteça de forma não tão rápida (nem lenta demais), o que regula a quantidade de glicose a ser lançada na corrente sanguínea.

● É bom para o intestino. As fibras trazem muitos benefícios ao intestino. Além de facilitarem o processo digestivo, elas previnem a prisão de ventre, a diverticulite e a síndrome do intestino irritável.

● Rico em ácidos graxos insaturados importantes.

● Fitoquímicos diminuem o risco de câncer de mama, por causa de saponinas.

● O grão de bico é bom para os ossos. Contém minerais de grande relevância para a manutenção da estrutura óssea — o cálcio e o fósforo.

 

 


Usar um serviço de entrega de ingredientes e refeições frescas ajuda na perda de peso e a manter um estilo de vida e uma alimentação equilibrados. A Yellow Mango é estruturada para tornar simples e saudável o preparo de refeições em casa.  Enviamos ingredientes frescos, pré-preparados, e oferecemos itens selecionados e porcionados. Confira o menu e deixe sua vida mais fácil.

 

Comentários

Deixe seu Comentário

* Nome:
* E-mail: (Não será publicado)
   Website: (URL do site com http://)
* Comentário: